FIES: o que é? Como funciona esse programa do governo? Veja aqui informações completas.

Se antigamente era mais difícil cursar uma faculdade porque a renda mensal familiar era baixa, nos dias atuais, há várias opções de bolsas. Uma delas é o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Criado em 1999, pelo governo federal, o programa já financiou a graduação no ensino superior particular de mais de 1,5 milhão de estudantes.

Desde a sua fundação, as regras do FIES tiveram reformulações que só facilitaram ainda mais a sua adesão. Por exemplo, em março de 2010, a taxa de juros era fixada em 3,4% ao ano para todos os cursos. Já em julho de 2015, essa taxa foi alterada para 6,5%. Em 2018, houve uma mudança tão significativa que o programa federal passou a ser denominado Novo FIES. Com ele, os juros dependem da modalidade de contrato, podendo ser de juro zero, com escala de financiamento que varia de acordo com a renda familiar.

Como funciona o FIES?

FIES: o que é? Como funciona esse programa do governo? Veja aqui informações completas.

Muito se fala sobre o FIES, mas nem todo mundo sabe exatamente como ele funciona ou para o que ele serve. Sigla para Fundo de Financiamento Estudantil, é um programa criado pelo Governo em 1999, com o objetivo de financiar o Ensino Superior daqueles que não possuem meios de arcar com os custos de sua vida acadêmica. Um grande diferencial do FIES é que ele oferece taxas de juros bem menores do que os de outros financiamentos – e, a partir deste ano, o programa terá três modalidades, uma delas completamente sem juros.

O programa funciona da seguinte forma: Durante o curso, o FIES é responsável por pagar a mensalidade do aluno. Este, por sua vez, pagará apenas uma taxa que se refere aos juros do financiamento, o que continua até alguns meses depois a formatura. Passado o período de carência, o valor total da dívida é parcelado e começa a ser pago pelo estudante.

Caso ele abra uma empresa ou arranje um emprego, o valor da parcela é descontado automaticamente de sua fonte de renda, de acordo com um cálculo previsto pelo Governo. O prazo estimado para a quitação da dívida é de, em média, 14 anos.

Como fazer a inscrição?

A inscrição no programa é feita pela Internet, pelo Sistema Informatizado do FIES. Caso seja selecionado, o estudante deverá acessar o site do SisFIES dentro de um determinado prazo, informando dados do financiamento desejado e, só então, dirigir-se à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento da instituição escolhida, onde validará seus dados.

Por fim, o estudante e o fiador deverão comparecer a uma instituição financeira, a fim de assinarem o contrato. Apenas três casos descartam a necessidade de um fiador: alunos com bolsa parcial no ProUni, matriculados em cursos de licenciatura e com renda familiar de 1,5 salários-mínimos por pessoa.

Como participar do programa?

FIES: o que é? Como funciona esse programa do governo? Veja aqui informações completas.

Os critérios para participar do FIES são atingir uma média de, pelo menos, 450 pontos nas provas e não zerar ao discorrer a redação do Enem, além de possuir uma renda bruta familiar que não supere o teto de até três salários-mínimos por indivíduo. Apenas instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC podem oferecer vagas no programa.

 


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply