Enem 2019 – Data, Inscrição, Quem Tem Direito, Como Funciona?

O Enem ( Exame Nacional do Ensino Médio) começou a fazer parte do calendário educacional do País desde 1998. O principal objetivo é fazer uma avaliação geral da qualidade de ensino do País, especialmente no que tange o ” ensino médio”.

Caso o aluno tenha um bom desempenho, ele poderá ter acesso ao ensino superior nas faculdades públicas brasileiras e também em algumas universidades no exterior, através do SISU ( Sistema de Seleção Unificada).

Pode-se dizer que o Enem é uma espécie de vestibular, muitos alunos realizam o exame com o objetivo de conseguir uma bolsa integral ou parcial de estudos em universidades particulares através do PROUNI ( Programa Universidade para Todos) criado pela Governo Federal.

Como o Enem funciona?

Quando o Enem foi criado, o seu objetivo era apenas de avaliar a qualidade da educação no Brasil, no entanto, nas outras edições, já foi uma forma de testar os conhecimentos dos alunos para ter acesso a universidades, sendo que foi apenas em 2009 que ele substituiu de vez o vestibular.

O Enem é realizado todos os anos, possui 180 questões objetivas ( de assinalar com opções de A, B,C, D e E) em 4 áreas, além da redação que possui grande importância no resultado final. As matérias são:

  • Linguagens e códigos ( Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira – Inglês e Espanhol, artes);
  • Matemática;
  • Ciências da natureza ( Química, Física e Biologia);
  • Ciências Humanas ( Geografia, história, sociologia e filosofia);

A redação geralmente possui temas da atualidade sobre questões sociais, político, ambiental e econômico, onde o aluno deve fazer uma dissertação argumentativa sobre o assunto. Para expressar o seu ponto de vista, é preciso redigir aproximados 30 linhas.

Por se tratar de um exame bastante difícil, as provas são realizadas em 2 dias. Antes de 2016 eram em um final de semana, mas, agora, são em 2 dois domingos consecutivos.

O prazo para resolver as questões é  apertado, exige concentração e foco do aluno. Com base nos cálculos dos organizadores do Enem, o participante tem cerca de 3 minutos para cada questão dissertativa e 1 hora para fazer a redação.

Cada aluno deve preencher um cartão resposta para a correção da prova depois, que é feita por um computador que emite o cálculo da nota final. Somente a redação é corrigida ” uma por uma” por avaliadores  certificados. Para não haver dúvidas, 2 avaliadores lêem a redação, caso as notas emitidas sejam muito diferentes, uma terceira avaliação de uma bancada de professores poderá corrigi-la também.

Quem tem direito de fazer o Enem?

Qualquer cidadão pode fazer o Enem, desde que se enquadrem nos pré requisitos abaixo:

“A pessoa, seja adulto ou adolescente não pode estar presa ou cumprindo qualquer tipo de pena mediante a justiça que prive sua liberdade.”

Para esse caso, o Enem possui um edital diferente, com outro tipo de regras, provas e local para a realização da prova.

Mulheres que estão amamentando podem levar seus filhos e amamentar durante a prova, por isso, é  ideal que leve um acompanhante para cuidar da criança enquanto estiver realizando o teste.

Todas as pessoas que requerem ” atendimento especial” devem marcar na ficha da inscrição pela internet,  por exemplo: Deficientes ( qualquer tipo de deficiência), idosos, gestantes e lactantes.

Com as notas do Enem é possível:

  • Pleitear uma vaga na Universidade Pública;
  • Concorrer as bolsas parciais ou integrais em Universidades particulares pelo PROUNI;
  • Não realizar vestibular para entrar em Universidades particulares;
  • Testar seus conhecimentos;
  • Tentar conseguir financiamento através do FIES;

Data da inscrição e valores

As inscrições do Enem são feitas pela internet, através do site oficial, o participante precisa ter em mãos os seguintes documentos:

  • CPF e RG
  • E-mail pessoal
  • Número de telefone ( pode ser fixo ou celular)
  • Endereço Completo e demais dados pessoais

No momento do preenchimento da inscrição, o participante pode requerer o ” atendimento especializado ( cegos, deficiência mental, surdez, dislexia, autismo, déficit de atenção, entre outros).

Além disso, informar se necessita de atendimento específico ( idosos, gestantes, lactantes, estudante em classe hospitalar, entre outros).

Para os participantes que desejam usar o seu ” nome social”, como é o caso dos travestis e transexuais, é necessário preencher o formulário normalmente e depois pedir a alteração.

No final do preenchimento do formulário, vai aparecer a opção de imprimir o boleto, é essencial pagar dentro do prazo estipulado.

O valor da inscrição do Enem para os não isentos é de R$ 82,00.

São isentos do pagamento do Enem:

  • Estudantes que estão no terceiro ano do ensino médio ( escolas públicas) – Isenção automática;
  • Bolsistas de escolas particulares que tenham renda menor 1,5 salário mínimo por pessoa;
  • Inscritos no CAD ( Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal);
  • Alunos do ENCCEJA que fizeram o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos;

Os pedidos de isenção, também são feitos pelo site, na área de participante. É fundamental identificar qual é o tipo de isenção que o participante se enquadra, para que sejam solicitados os documentos para comprovação.

Participantes que forem isentos da taxa e faltarem ao exame, no próximo ano não terão esse direito, caso não justificarem a ausência.

 


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply